Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017 - 17h14

Desempenho em pesquisa abre 'leilão' de Bolsonaro

Legendas médias cobiçam o deputado, que já avisou que não disputará as eleições presidenciais de 2018 pelo seu partido atual, o PSC
Bolsonaro: Bolsonaro: "Acreditam que sou opção para o Brasil" Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Um dia após ser apontado como segundo colocado no cenário de votos espontâneos na pesquisa CNT/MDA para a disputa presidencial de 2018, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) manteve nesta quinta-feira (16) a rotina de participar de eventos militares, segmento onde espera contar com o maior número de votos na próxima eleição.

O levantamento apontou que Bolsonaro tem 6,5% das intenções de votos espontâneos para a Presidência, atrás apenas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (16,6%).

Contrariado com a direção do PSC, o deputado afirma que não vai disputar a próxima eleição pelo partido. "É decisão tomada da minha parte. Eu vou procurar outro partido. Pretendo até setembro no máximo estar definido", ressaltou. 

Diante do bom desempenho nas pesquisas, a decisão de Bolsonaro abriu nos bastidores um leilão entre legendas consideradas médias para tê-lo como candidato presidencial. "O convite foi feito em dezembro. Mas ele ficou de pensar. O partido está ciente de que ele quer disputar à presidência", afirmou o líder do PR na Câmara, Aelton Freitas (MG). 

Bolsonaro também tem sido sondado pelo PRB. Em novembro, a direção da sigla chegou a fazer uma consulta a todos os 27 diretórios estaduais sobre a possibilidade do deputado ingressar na legenda. Uma decisão prévia deve ocorrer após o carnaval. "Existem conversas, mas não estão em situação de fechamento", afirmou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e presidente licenciado do PRB, Marcos Pereira. 

"Tenho conversado na minha andança pelo Brasil. Em vários Estados, o pessoal tem dito que acredita que eu possa ser uma opção para o Brasil", disse o deputado à reportagem.

Por volta das 8h30, Bolsonaro discursou no clube de bombeiros de Brasília sobre temas que têm feito parte de suas agendas, como problemas na segurança e previdência dos militares. Após deixar o local, foi para o plenário da Câmara, onde recebeu vários cumprimentos antes de deslocar para o Rio.

Rotina

A rotina de candidato presidencial do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) será reforçada nos próximos meses com participações em feiras populares no interior de Mato Grosso e passagens por São Paulo, Fortaleza, Natal, Cuiabá, Campo Grande e Goiânia.

O roteiro de "pré-campanha" deve seguir nesta sexta-feira (17), quando ele participa de almoço com simpatizantes em Niterói (RJ). Em cada cidade que desembarca, o deputado tem adotado a estratégia de promover palestras e participar de programas de rádio e TV locais para debater temas que vão de segurança pública a homossexualidade.

Em um palanque montado na Paraíba, Bolsonaro aproveitou para fazer chacota do fato de sido fotografado trocando mensagem com o filho e deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP). "Ele estava surfando na Austrália."

Leia também:
Bolsonaro: 'gostem ou não, sou candidato em 2018'
Conselho de Ética arquiva processo contra Bolsonaro