Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 18 de maio de 2017 - 18h04

Fachin retira sigilo de delação premiada da JBS

A expectativa agora é de que parte do conteúdo da delação do grupo possa ser divulgada ainda nesta quinta-feira (18)
Fachin encaminhou aos demais ministros do STF suas decisões tomadas no âmbito da delação da JBS / Adriano Machado/Reuters Fachin encaminhou aos demais ministros do STF suas decisões tomadas no âmbito da delação da JBS Adriano Machado/Reuters

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin decidiu levantar o sigilo da delação premiada do grupo JBS, informou a assessoria de imprensa do tribunal.

 

Os despachos do ministro já foram encaminhados à Secretaria Judiciária da Suprema Corte.

 

A expectativa agora é de que parte do conteúdo da delação premiada possa ser divulgada ainda nesta quinta-feira (18).

 

Em sinal de deferência aos colegas da Corte, Fachin encaminhou aos demais ministros do STF suas decisões tomadas no âmbito da delação da JBS. A postura foi vista no tribunal como um gesto de "cortesia".

 

"A publicidade, de regra, é a tônica da administração pública, é o que viabiliza o acompanhamento por vocês da imprensa e o acompanhamento dos cidadãos em geral", disse o ministro Marco Aurélio Mello a jornalistas após sessão plenária nesta tarde.

 

Na quarta-feira (17), a reportagem do jornal O Globo disse que o dono da JBS gravou conversa com o presidente Michel Temer na qual ele daria aval para que o empresário comprasse o sigilo do ex-deputado federal Eduardo Cunha. O Supremo abriu inquérito para investigar Temer sobre o caso.

 

Leia também:
Fotos mostram mala de dinheiro dada a intermediário de Temer
Ritual contra Temer intriga internautas
Enfático, Temer afirma: "Não renunciarei"
Em conversa com Joesley, Aécio diz que Temer 'amarela'
Aécio anuncia licença da presidência do PSDB