Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 19 de junho de 2017 - 18h37

Defesa de Lula denunciará tentativa de intimidação na Operação Lava Jato

Carta assinada por advogados diz que operação tem histórico de violações
Segundo advogados, supostas ameaças visam prejudicar a defesa do ex-presidente / Ueslei Marcelino/Reuters Segundo advogados, supostas ameaças visam prejudicar a defesa do ex-presidente Ueslei Marcelino/Reuters

A defesa do ex-presidente Lula (PT) afirmou que vai denunciar a órgãos nacionais e internacionais a tentativa de intimidação feita por integrantes da Operação Lava Jato. De acordo com os advogados do petista, as supostas ameaças têm sido feitas com o intuito de “prejudicar a defesa de Lula”.

Entre os argumentos apresentados pelos advogados estão decisões favoráveis do Tribunal Regional Federal da 4ª Região em relação aos abusos e cerceamento do direito de defesa.

A nota ainda diz que a Lava Jato tem um histórico de grosseiras violações não apenas em relação a Lula, mas também contra a equipe de advogados. No documento, a defesa alega que a Justiça Federal fez interceptações telefônicas no escritório e divulgou as conversas de maneira irregular.

Para os advogados, “o juiz faltou com a verdade ao tentar justificar que desconhecia que a interceptação foi dirigida a um escritório de advocacia”.

A carta assinada por Cristiano Zanin Martins, Roberto Teixeira, Valeska Teixeira Martins e Larissa Teixeira Quattrini, diz que os atos de intimidação praticados colidem com o artigo 133 da Constituição Federal, que coloca o advogado como essencial à administração da Justiça.

Veja também:
Lula rebate acusações de Joesley Batista
Gilmar Mendes critica "abusos" em investigações
Defesa de Temer entra com processo contra Joesley Batista