band.com.br

Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 21 de maio de 2012 - 08h16

Relembre casos de agressões a jornalistas

Todos os anos repórteres são atacados durante coberturas de interesse público

Todos os anos, jornalistas são alvo de violência durante reportagens. Em muitos casos, uma pergunta mais delicada é motivo para um ataque. Reveja alguns casos de jornalistas agredidos ao exercer a sua profissão:

 

O repórter do CQC Felipe Andreoli foi agredido neste mês pelo deputado federal Marcio Moreira (PP-MG) ao falar sobre a votação da PEC do trabalho escravo.

ofria de esbulho possessório (perda de bens) e denunciação caluniosa, ou seja, denunciar uma pessoa inocente. O partido disse que iria expulsá-lo, entretanto ele foi eleito presidente municipal do DEM em um ano após o ocorrido. 

 

Kirrarinha versus Marina PacheReprodução

 

Entretanto, esta não é a primeira vez que o político agride a imprensa. Em setembro de 2007 ele agrediu com um soco no rosto o repórter da TV Record de Pontes e Lacerda, Celso Garcia. O jornalista queria mais informações sobre o caso das cadeiras de rodas, no qual Kirrarinha era acusado de desviar cadeiras destinadas à Apae.

 

Kirrarinha versus Celso GarciaReprodução

 

O jornalista Ricardo Rodrigues e o cinegrafista que o acompanhava tentavam entrevistar o vereador Antônio Luis, médico e presidente da Câmara Municipal de Caxias, no Maranhão em 2010, quando foram agredidos. O político ficou irritado quando o repórter questionou sobre as condições dos hospitais, sobre a falta de médicos e filas para o atendimento.


Ricardo Rodrigues x Antonio LuizReprodução

 

O radialista Dênis Araújo, editor da Revista Fatos em 2008, denunciou que foi vítima de tentativa de homicídio por parte do prefeito de Carpina, Manuel Botafogo (PSDB). O jornalista fazia uma reportagem em frente à sede da administração municipal quando foi perseguido pelo prefeito, que segundo ele estava armado com um facão.

 

Prefeito de Carpina x Denis AraujoReprodução

 

 

O apresentador da TV5, afiliada da Band no Acre, Demóstenes Nascimento, foi agredido pelo candidato ao senado em 2010, João Correia (PMDB-AC). Os dois se desentenderam durante um programa sobre eleições.

 

Joao Correia x DemostenesReprodução

 

O deputado Nelson Trad (PMDB), que morreu no ano passado, agrediu a repórter do CQC Monica Iozzi em 2010 durante uma reportagem em Brasília. O político atacou a jornalista e a equipe da Band após ser questionado por assinar, sem ler, um abaixo-assinado que propunha a inclusão de um litro de cachaça na cesta básica brasileira.

 

Cadastrando-se em nossa newsletter, você receberá diariamente em seu e-mail as últimas Notícias do Band.com.br
Aceito receber e-mails da Band e parceiros