Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 14 de julho de 2017 - 12h41

OVAM e Balé celebram cultura regional

Grupos artísticos do Amazonas se reúnem para espetáculo que destaca a cultura e compositores da região
Espetáculo será apresentado domingo e na próxima terça-feira, 18 / Adonay Pereira/Divulgação Espetáculo será apresentado domingo e na próxima terça-feira, 18 Adonay Pereira/Divulgação

O som e a dança do Amazonas vão estar representados no palco do Teatro Amazonas no próximo domingo, 16, às 19h, e na terça-feira, 18, às 20h, com o espetáculo ‘Amazonas em Cena’, em uma montagem conjunta de corpos artísticos do Amazonas.

 

O espetáculo será interpretado pela Orquestra de Violões do Amazonas (OVAM) e pelo Balé Folclórico do Amazonas (BFA). A entrada é gratuita.

 

A apresentação usa música e dança para ‘desenhar’ o cenário amazônica e vai homenagear compositores da cultura amazônica.

 

Suavidade e encantamento é o que a Orquestra de Violões do Amazonas acrescentará ao repertório, com arranjos amazônicos, além de voz e da percussão que, juntos, formam os estilos e gêneros genuinamente amazônicos.

 

A orquestra, com sua musicalidade e versatilidade, será acompanhada pelo Balé Folclórico do Amazonas, com o figurino e dança regional. Uma apresentação imperdível, garante o maestro da OVAM, Davi Nunes.

 

“Teremos a harmonia, a simpatia e a magia do Teatro Amazonas fazendo parte do conjunto da obra, sendo um complemento que tornará a noite ainda mais especial, em consagração ao cenário da cultura amazônica”.

 

Para Nunes, o ‘Amazonas em Cena’ é uma oportunidade de prestar merecida homenagem aos cantores que valorizam a cultura local. Dentre eles, o compositor Antônio Pereira, que em suas canções narra o cotidiano do povo amazonense.

 

“Esse espetáculo foi criado para valorizar a cultura de nossa região, das características caboclas, da biodiversidade que encanta os visitantes e para mostrar o quanto somos ricos em cultura e história. Para isso acontecer, nada melhor do que homenagear os artistas dessa terra, que frisam em suas canções o regional”.