Tamanho de fonte
Atualizado em quarta-feira, 6 de dezembro de 2017 - 13h09

SEC assume cadeia e vai transformar em centro

Desativada em maio, cadeia Raimundo Vidal Pessoa vai ser transformado em centro cultural de capacitação
Antes uma cadeia, local agora vai capacitar artesãos / Michel Dantas/SEC Antes uma cadeia, local agora vai capacitar artesãos Michel Dantas/SEC

A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) agora vai cuidar da Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, desativada em maio deste ano. A cessão do prédio foi assinada pelos responsáveis do Governo, Cultura e Penitenciária.

 

Assinaram o documento a secretária de Administração e Gestão (Sead), Angela Bulbol, o secretário de Cultura, Denilson Novo, e o secretário-executivo da Administração Penitenciária (Seap), tenente-coronel Silvio Mouzinho.

 

O espaço, segundo Denilson Novo, será restaurado para abrigar o Centro de Cultura Popular.

 

No local, serão realizados oficinas e cursos de capacitação para a produção de artesanato, apresentações culturais e exposições, disse Novo. “Nós vamos resgatar todas as formas de expressão da cultura popular e das nossas raízes que, até hoje, não têm um espaço”.

 

Denilson adiantou que a SEC fará uma parceria com a Secretaria de Trabalho (Setrab) para proporcionar capacitação de artesãos no local.

 

Uma equipe do Departamento de Patrimônio Histórico da SEC já fez uma visita técnica ao presídio para comprovar o valor histórico do imóvel.

 

De acordo com a diretora do Departamento de Patrimônio Histórico, Regina Lobato, a ideia de restauração da Cadeia Pública tem como principal objetivo resgatar as manifestações da Cultura Popular, como as festas tradicionais, o artesanato, a música e a gastronomia regional.

 

“Já temos as plantas e o modelo arquitetônico no qual será realizado o Centro de Cultura Popular. Os critérios para reformulação serão preservar tudo que for original e dar espaço para novas histórias”.