Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018 - 16h26

Bloco das Piranhas leva 15 mil à Arena da AM

Em novo local, Bloco das Piranhas chega à 38ª edição e mantém irreverência e bom humor das fantasias
Criatividade e bom humor marcaram as fantasias do bloco / Divulgação Criatividade e bom humor marcaram as fantasias do bloco Divulgação

A irreverência tomou conta do Bloco das Piranhas, realizado neste domingo, 11, na Arena da Amazônia. Cerca de 15 mil pessoas foram à 38ª edição da festa, entre os príncipes, super-heróis, enfermeiros, diabinhos. O que não faltou foi criatividade.

 

Em 2018, o bloco, que surgiu em 1981 e já passou pelo Sambódromo, saiu das ruas e foi para a Arena, como explica um dos organizadores da festa, Altemar Botelho. “É uma experiência e pelo que sentimos o público gostou. É um lugar lindo e oferece conforto e segurança para os nossos foliões. Nosso objetivo hoje é prezar pela qualidade do evento”.

 

Para Ivaneide Cesar, 48, a escolha do local foi acertada, tanto que ela levou os dois filhos para curtir a folia. “Achei muito legal essa ideia de trazer o bloco para um local fechado, assim podemos brincar melhor”.

 

O autônomo Plácido da Silva participa do Bloco das Piranhas desde que ele era realizado no Sambódromo. Esse ano, ele os amigos se fantasiaram das ‘Furiosas da Betânia’ e com muita purpurina, se jogaram no bloco do início ao fim.

 

“Todos os anos marcamos presença nesse bloco, e em 2018 não poderia ser diferente. Escolhemos essa sainha e essa blusinha para aproveitarmos melhor o bloco”.

 

A animação do bloco ficou por conta das bandas Loka Tentação, Orquestra Manaus Frevo, Vai Garotão, Rogerinho da Bahia, Banda Impacto e Marrakesh. Além dos DJ’s Adriano Brito e Luciano Matheus, que não deixaram a galera parada nem nos intervalos da festa.