Tamanho de fonte
Atualizado em quarta-feira, 9 de março de 2011 - 23h32

Padrasto é preso suspeito de matar o enteado de 7 meses

A criança foi levada ao Pronto-Socorro mas não resistiu

Uma criança de sete anos morreu nesta quarta-feira no hospital no Grajaú, zona sul de São Paulo. O padrasto da criança foi preso em flagrante pelo crime. Policiais militares estavam na região quando encontraram o suspeito pedindo ajuda com a criança desfalecida no colo. O rapaz informava que ela havia engasgado, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública.

A agressão aconteceu por volta das 5h. Segundo a Polícia Militar, após ser agredida, a criança foi levada ao Pronto-Socorro Mariana Antonieta, mas não resistiu. O médico que atendeu a vítima constatou que ela tinha hematomas na cabeça, nas costas, nas orelhas, mordidas na coxa direita, além de marcas de uma suposta violência sexual.

O caso foi registrado no 101º Distrito Policial (Jardim Imbuias).  O suspeito nega as agressões e não soube explicar os hematomas no corpo do menino. Ele foi indiciado por maus-tratos e permanece preso, à disposição da polícia.

Foi requisitada uma perícia na casa da família e uma necropsia para o bebê, para constatar uma eventual violência sexual.


Redação: Márcia Garbin