band.com.br

Tamanho de fonte
Atualizado em terça-feira, 25 de fevereiro de 2014 - 13h23

Pai diz que empresário morto não sabia nadar

Vítima desapareceu na raia olímpica da USP na noite de ontem enquanto praticava stand-up paddle
Corpo foi encontrado nesta manhã / Apu Gomes/Folhapress Corpo foi encontrado nesta manhã Apu Gomes/Folhapress

O empresário que morreu afogado na raia olímpica da USP (Universidade de São Paulo) não sabia nadar, afirmou seu pai em entrevista à BandNews FM. Ele também contou que a vítima tinha começado a praticar stand-up paddle – modalidade que fazia quando desapareceu – há apenas 15 dias. “Ele gostou tanto que pagou três meses [do curso] antecipado”, lembra.

 

O homem, de 42 anos, não tinha filhos e era solteiro. “Ele estava sempre na academia, ele corria em volta do Palácio do Governo [também na zona sul paulistana] à noite”, recorda o pai.

 

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros localizaram o corpo do empresário de 42 anos na raia olímpica da USP por volta das 10h. Uma parente reconheceu a vítima chorou ao se aproximar do corpo.

 

O caso

 

Segundo a polícia, um grupo com seis atletas praticava stand-up paddle na piscina. Um dos esportistas se perdeu do grupo e seu equipamento foi encontrado boiando. Colegas do empresário chamaram a polícia após localizarem seu carro no estacionamento.

 

Seis equipes do Corpo de Bombeiros foram até o local realizar as buscas pelo homem. Durante a madrugada, devido à falta de iluminação, apenas uma equipe permaneceu no local. Nesta manhã, os bombeiros retomaram as buscas. O corpo foi encontrado por volta das 10h.

 

Empresário praticava stand-up poddle:

Cadastrando-se em nossa newsletter, você receberá diariamente em seu e-mail as últimas Notícias do Band.com.br
Aceito receber e-mails da Band e parceiros