Tamanho de fonte
Atualizado em sábado, 17 de janeiro de 2015 - 22h01

Jovens transformam vidas com projetos solidários

Menino de apenas 7 anos conseguiu, por iniciativa própria, arrecadar cerca de R$ 5 mil para ajudar deficientes visuais

 

Incomodados com a desigualdade e as injustiças sociais, muitos jovens se mobilizam para melhorar a vida das pessoas. Em São Paulo, um menino de apenas 7 anos conseguiu, por iniciativa própria, arrecadar cerca de R$ 5 mil para ajudar deficientes visuais, enquanto uma adolescente lidera uma ONG que leva presentes e alimentos a crianças carentes. 

 

Com apenas 6 anos, a estudante Beatriz se sensibilizou ao ver pela janela do carro a dificuldade enfrentada por crianças carentes na rua. Foi depois de receber um pedido de uma bala que Bia começou a mobilizar amigos e família para arrecadar brinquedos para doar.

 

A iniciativa cresceu rapidamente e deu origem a ONG Olhar de Bia. De acordo com a jovem, a organização já arrecadou, desde sua fundação, 200 toneladas de doações e beneficiou 230 mil pessoas em oito Estados. 

 

Descoberta

Foi após descobrir a máquina de braile, que ajuda deficientes visuais a ler e escrever, que Alejandro, sensibilizado com as dificuldades enfrentadas pelos deficientes, tomou uma iniciativa. 

 

Com caneta e papel na mão, o menino colocou em prática a solidariedade e escreveu cartinhas para os moradores do condomínio em que vive. A atitude de Alejandro, que colocou seu pedido por debaixo das portas dos apartamentos, cativou tanto os moradores que a arrecadação superou até mesmo as expectativas do menino. 

 

Com R$ 5 mil arrecadado, o menino comprou duas máquinas braile e 25 bengalas e pôde ajudar a transformar a vida de 27 deficientes visuais.