Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 21 de abril de 2016 - 17h36

Dois morrem em desabamento de ciclovia no Rio

Segundo o Corpo de Bombeiros, dois ciclistas que caíram no mar já foram resgatados com vida; a avenida está bloqueada
Acidente na ciclovia da Avenida Niemeyer, Zona Sul do Rio, deixa mortos na manhã desta quinta-feira / Maíra Coelho/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Acidente na ciclovia da Avenida Niemeyer, Zona Sul do Rio, deixa mortos na manhã desta quinta-feira Maíra Coelho/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

Um trecho da ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, inaugurada em janeiro, desabou na manhã desta quinta-feira, 21, levado pela ressaca do mar de São Conrado. Ao menos duas pessoas morreram. 

A ciclovia, que é suspensa e junto ao mar, teve um pedaço de mais de 50 metros arrancado pela água. Está interditada, assim como a Niemeyer. Técnicos da Prefeitura ainda vão avaliar se há risco de outros desabamentos na ciclovia. Ainda não há informações sobre o motivo do desabamento.

De acordo com uma testemunha, o momento foi "realmente assustador". "A ciclovia se desfez como papel e as pessoas caíram no mar. (...) Foi tudo muito rápido. Eu queria saber quem foi o engenheiro que aprovou essa obra, que foi inaugurada recentemente." Segundo o morador, o mar tem ressaca três vezes maiores que a vista hoje.

Eduardo Marinho, de 54 anos, foi uma das vítimas do desabamento da ciclovia
Eliane beija o corpo do marido Eduardo Marinho, de 54 anos, morto no desabamento da ciclovia - Foto: Ricardo Moraes/Reuters



A ciclovia custou R$ 44 milhões, tem 3,9 quilômetros, 2,5 metros de largura, vai do Leblon a São Conrado e foi inaugurada pelo prefeito Eduardo Paes (PMDB-RJ) no dia 17 de janeiro, que usou um triciclo elétrico. Na ocasião, ele declarou que a obra tinha "um efeito de integração incrível, já que juntou o bairro do Leblon e São Conrado", e que tinha potencial para servir de trajeto para pessoas que utilizam bicicleta para ir trabalhar. "É a ciclovia mais bonita do mundo", disse, referindo-se à vista livre para o mar. O trecho inaugurado foi o da primeira fase do Complexo Cicloviário Tim Maia, que irá até a Barra da Tijuca.

Confira o local do desabamento:

 

 


Veja fotos do local do acidente:


Você viu essas notícias?

Reação a Marcela Temer chega até a mídia estrangeira

Mega-Sena: apostador leva sozinho mais de R$ 92 milhões

PGR recebe quase 18 mil reclamações e vai apurar conduta de Bolsonaro

 

Assista 

Motoqueiro afunda em cratera no Rio de Janeiro 

Motoqueiro afunda em cratera no Rio de Janeiro

Reprodução


Galeria de fotos 

Veja imagens de migrantes que ganharam prêmio de fotografia

Veja imagens de migrantes que ganharam prêmio de fotografiaReuters