Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 21 de outubro de 2016 - 14h39

Doria diz que doará salário para crianças defeituosas

Gafe do prefeito eleito de SP foi cometida ao se referir à AACD
Durante campanha, Doria decidiu manter Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida / Rodrigo Paiva/Reuters Durante campanha, Doria decidiu manter Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida Rodrigo Paiva/Reuters

Em visita a Perus, na zona norte de São Paulo, o prefeito eleito, João Doria (PSDB), afirmou que vai doar o primeiro salário que receber, de janeiro de 2017, para as "crianças defeituosas". A gafe foi cometida ao se referir à Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).


"Quero voltar a dizer a vocês aquilo que eu repeti durante a campanha: eu não quero receber nenhum salário. Durante os 48 meses como prefeito da cidade de São Paulo, vou doar os 48 salários. E a primeira entidade que vai receber meu primeiro salário de prefeito, de janeiro, é a AACD, a Associação para as Crianças Defeituosas (sic)", afirmou o prefeito eleito na manhã desta sexta-feira.

Em agosto, durante a campanha eleitoral, Doria decidiu manter a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida. Antes, sua ideia era extingui-la. 

O recuo ocorreu após a repercussão negativa da proposta de acabar com sete das 27 secretarias, entre elas a de Políticas para Mulheres e a de Promoção da Igualdade Racial.

No evento desta sexta-feira para agradecer os votos recebidos na região, Doria também anunciou o nome do seu programa de zeladoria, chamado "São Paulo cidade linda", que será coordenado pela Secretaria das Prefeituras Regionais - atual Coordenação das Subprefeituras.

Leia também:

SP: Doria pedirá R$ 500 milhões a Temer

Surgem nomes para secretarias da gestão de Doria

Doria vai se reunir com ex-prefeitos todo ano