Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017 - 08h53

SP: pedestres relatam assaltos na zona sul

Casos ocorrem na região da Avenida Paulista com a Doutor Arnaldo
Quem passa pelo local acusa os dependentes químicos que vivem na praça José Molina / BandNews FM Quem passa pelo local acusa os dependentes químicos que vivem na praça José Molina BandNews FM

Ouvintes da BandNews FM relatam uma onda de assaltos na região da Avenida Paulista com a Avenida Doutor Arnaldo, em São Paulo. Quem mora ou trabalha no local acusa os dependentes químicos que vivem na praça José Molina, que fica entre as duas vias - os usuários de drogas montaram até barracas na praça.  

Apesar de a Polícia Militar (PM) informar uma queda no número de ocorrências, pedestres e comerciantes têm uma sensação bem diferente, de aumento da insegurança. Segundo eles, os roubos acontecem também no Viaduto Okuhara Koei, que é continuação da Doutor Arnaldo.

Na Rua Minas Gerais, em frente à Paulista, são os comerciantes que muitas vezes ajudam as vítimas dos roubos.

A polícia afirmou, em nota, que a Doutor Arnaldo integra o conjunto de vias que precisam de policiamento intensificado e que a área recebe patrulhamento diário. No entanto, durante a uma hora que a reportagem esteve na região, só foram vistos policiais no começo da Avenida Paulista no acesso pela Rua da Consolação.

A prefeitura de São Paulo também foi procurada para se posicionar sobre os casos que envolvem dependentes químicos. A administração municipal afirmou que o programa que deve assistir aos usuários de drogas ainda está sendo desenhado.

Você viu?

Polícia prende casal suspeito de pichar trem

PF prende suspeito de divulgar pornografia infantil