Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 17 de abril de 2017 - 20h06

Deputado de São Paulo afasta funcionária fantasma e coloca o pai dela no cargo

Rádio Bandeirantes descobriu o caso na Assembleia Legislativa; novo funcionário, que é coronel da PM, ainda intimidou a reportagem
O deputado estadual Davi Zaia disse que a troca de cargo foi normal / Divulgação O deputado estadual Davi Zaia disse que a troca de cargo foi normal Divulgação

A reportagem da Rádio Bandeirantes acompanhou, durante um mês, a rotina de Michelle Menechini Camargo, até então assessora parlamentar do deputado estadual de São Paulo Davi Zaia (PPS). 

 

Prestes a se formar em biomedicina, Michelle estudava de manhã e trabalhava à tarde em um laboratório de Alphaville, quase não tendo tempo para exercer seu cargo na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP).

 

Ouça a reportagem: 

 

 

O próprio pai de Michelle, o coronel da Polícia Militar Rogério Cabral Camargo, confirmou os horários da filha incompatíveis com o trabalho dela como assessora parlamentar. Por telefone, a reportagem conseguiu localizar Michelle, que se recusou a falar sobre o assunto. 

 

Irritado, o pai tentou explicar que a filha compensaria as faltas na assembleia durante a semana, exercendo sua atividade durante os finais de semana e também nos feriados. Rogério ainda tentou intimidar a reportagem, lembrando que é oficial da Polícia Militar e que “possui contatos”. 

 

O deputado Davi Zaia conversou com a rádio e anunciou uma decisão no mínimo inusitada diante dos fatos: exonerou Michelle do cargo e colocou em seu lugar o pai, o coronel da PM. O parlamentar disse que foi uma “troca normal” e garantiu que “o pessoal trabalha”. 

 

Leia ainda: 
Desafios de uma vereadora jovem, mulher e bissexual na Câmara de São Paulo
PSOL entra com pedido de cassação de Fernando Holiday

 

Ficou sabendo?
Apenas 7% dos deputados federais foram eleitos com seus próprios votos; entenda
camara