Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 21 de abril de 2017 - 11h37

SP: Jovem agredido por PMs será enterrado

Gabriel Paiva, de 16 anos, morreu após ser agredido com cabo de enxada

O adolescente Gabriel Paiva, de 16 anos, será enterrado nesta sexta-feira (21) no Cemitério do Campo Grande, zona sul de São Paulo. Ele foi espancado no último domingo, com um cabo de enxada, por dois policiais militares do 22º Batalhão.

Ferido gravemente na cabeça, o estudante foi transferido do Hospital Geral de Pedreira para a UTI do Hospital Regional Sul, onde morreu na noite dessa sexta-feira.

No último domingo, Gabriel e um grupo de amigos estavam reunidos em frente a uma tabacaria na Vila Missionária, região de Cidade Ademar, quando foram abordados pelos PMs.

Segundo a mãe do jovem, Zilda Regina de Paiva, que conversou com a BandNews FM, os policiais perseguiam uma moto com dois suspeitos e tentaram atingir a dupla com um tijolo, mas não conseguiram.

Ao passarem em frente ao estabelecimento, abordaram os jovens e, gratuitamente, começaram a agredir o filho dela de "forma covarde", segundo a mãe do adolescente. Zilda, aliás, tem esperança de que os policiais que mataram o filho dela sejam "punidos severamente".

Por meio de nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que a Corregedoria da Polícia Militar investiga as circunstâncias da abordagem feita pelos policiais, que estão afastados temporariamente do serviço de rua. O caso também está sendo investigado pela Delegacia de Vila Joaniza.

Leia também: PM é preso em flagrante por estupro contra jovem