Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 28 de maio de 2012 - 11h04

BH: qualidade da água é a terceira pior

De acordo com o estudo, substâncias encontradas são potencialmente nocivas à saúde humana

 

A qualidade da água potável em Belo Horizonte é a terceira pior entre as 16 capitais brasileiras pesquisadas em um estudo da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e do Instituto Nacional de Ciências e Tecnologias Analíticas Avançadas.

Os pesquisadores encontraram nas amostras de água coletadas a presença de cafeína, o que pode indicar a presença de outros contaminantes, como atrazina, que é um herbicida, e o triclosan, presente em produtos de higiene pessoal.

De acordo com o estudo, essas substâncias são potencialmente nocivas à saúde humana, além de provocar danos ao meio ambiente, como a alteração no desenvolvimento de molucos e anfíbios e a infertilidade em aves.

Na capital mineira, os mananciais dos rios Paraopeba, Morro Redondo e das Velhas tiveram os piores resultados. Belo Horizonte só fica atrás de Porto Alegre, que lidera o ranking, e São Paulo.