band.com.br

Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 19 de julho de 2012 - 16h57

Publicitário é morto por PMs em SP

Policiais confundiram celular de publicitário com arma e atiraram; suspeitos foram presos em flagrante
Publicitário foi morto ao desrespeitar o pedido de policiais para parar / Robson Ventura/Folhapress Publicitário foi morto ao desrespeitar o pedido de policiais para parar Robson Ventura/Folhapress

 

Um publicitário foi morto na noite desta quarta-feira depois de não respeitar o sinal de policiais militares para parar em São Paulo. Ricardo Aquino seguia em seu carro pela Avenida das Corujas, no Alto de Pinheiros, zona oeste da capital, quando ultrapassou o bloqueio policial e foi baleado.

 

Segundo a Polícia Militar, ao furar o cerco, Aquino “despertou a atenção dos patrulheiros, que começaram um acompanhamento. Outra equipe que participou do cerco parou a via para tentar interceptar o veículo, mas o veículo de Ricardo bateu na viatura”.

 

A corporação informou ainda que os policiais teriam confundido o aparelho de celular do publicitário com uma arma e por isso atiraram. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital das Clínicas, mas não resistiu aos ferimentos. 

 

Nenhuma arma foi encontrada no carro de Aquino, ainda segundo a polícia. A PM informou também que os policiais suspeitos pela morte do chef de cozinha foram presos em flagrante no Presídio da Polícia Militar Romão Gomes. 

 

Em nota, a corporação afirmou que o caso será apurado com rigor, “pois dão indícios de falhas de procedimento inaceitáveis”. A Polícia Militar pediu “desculpas à família, à sociedade e esclarece que, após as apurações, os envolvidos pagarão pelos seus erros na medida de suas atitudes”, diz ainda o texto.

 

Cadastrando-se em nossa newsletter, você receberá diariamente em seu e-mail as últimas Notícias do Band.com.br
Aceito receber e-mails da Band e parceiros