band.com.br

Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 25 de abril de 2013 - 08h40

Jovem que mutilou e matou carteiro fica solto

Rapaz de 23 anos atropelou vítima no sábado e se apresentou ontem à polícia; ele disse que moto vinha na contramão

O jovem de 23 anos que atropelou, mutilou e matou um carteiro na manhã de sábado na avenida deputado Cantídio Sampaio, na Brasilândia, se apresentou ontem. Depois de depor, foi liberado. O delegado Júlio César Teixeira disse que ainda não há elementos para mantê-lo preso nem para dizer se ele teve culpa no acidente.

 

Leia outras notícias do Metro São Paulo desta quinta-feira

 

O rapaz, que não teve o nome divulgado, bateu na moto do carteiro Gedilson José da Silva, de 40 anos, arrancou a perna da vítima e fugiu do local sem prestar socorro. A vítima foi levada para o hospital M’Boi Mirim, mas não resistiu.

De acordo com a polícia, a perna de Gedilson ficou presa ao para-choque da Palio Weekend. O membro do carteiro não foi encontrado.

Em depoimento, o motorista disse que não viu a perna e que fugiu com medo de represálias de pessoas que passavam no local. Segundo ele, a moto estava na contramão na hora do acidente.

A polícia aguarda os laudos criminalísticos para verificar se a versão do jovem é verdadeira. Ele voltará a ser ouvido nas próximas semanas. Segundo o advogado do jovem, André Takashi, ele não se apresentou antes porque estava em choque.

Ciclista

Em março, o ciclista David Santos de Souza, de 21 anos, foi atropelado na avenida Paulista, e teve o braço direito amputado. O motorista, Alex Siwek, fugiu sem prestar socorro e jogou o braço em um córrego. Ele ficou preso 11 dias, mas obteve um habeas corpus e agora responde em liberdade.

 

Confira outras edições do Metro pelo país

Cadastrando-se em nossa newsletter, você receberá diariamente em seu e-mail as últimas Notícias do Band.com.br
Aceito receber e-mails da Band e parceiros