Padrasto mata criança de 2 anos a socos no RJ

A pena pelo crime de homicídio qualificado pode chegar a 30 anos de prisão

Carlos Sandro de Oliveira foi preso em flagrante pelo assassinato da enteada de 2 anos, Katielen Camila de Oliveira Santana, na Baixada Fluminense. Na delegacia, na noite de sábado (17), ele confessou o crime, alegando ter matado a criança a socos por ter se irritado com o choro dela.

Num primeiro momento, familiares acreditaram que Katielen tinha morrido por causa natural, mas começaram a suspeitar da ausência de explicações aparentes. Aos policiais, mãe e vizinhos afirmaram não ter acontecido nada estranho em casa capaz de justificar a morte da criança. Os policiais suspeitaram, então, do desaparecimento do padrasto, que passou a ser procurado e, já na delegacia, confessou o assassinato.

Segundo comunicado da Polícia Civil, no Instituto Médico Legal (IML), foram diagnosticadas fraturas de costela e hemorragia interna no corpo de Katielen. A pena pelo crime de homicídio qualificado pode chegar a 30 anos de reclusão. 

Confira também: 

Compartilhar

Deixe seu comentário