'Ela arriscou a vida para salvar as crianças', diz marido de professora

Heley de Abreu Silva Batista, que tentou deter o vigia que colocou fogo em creche, está em estado grave

Michele: Ninguém aqui é profissional, mas as pessoas esquecem

A professora Heley de Abreu Silva Batista, que tentou deter o vigia que colocou fogo em uma creche em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, nesta quinta-feira (5), sofreu duas paradas cardíacas e permanece internada no Hospital Regional de Janaúba em estado gravíssimo.

As autoridades chegaram a anunciar a morte da professora de 43 anos, mas o marido de Heley, Luiz Carlos Batista, disse que ela continua lutando pela vida: "O estado dela é muito grave, peço neste momento para que o Brasil inteiro ore por ela".

Segundo um amigo da família de Heley, a professora tentou impedir que o segurança Damião Soares dos Santos, autor do crime, jogasse álcool e, depois, fogo nas crianças.

"Ela podia ter saído de lá e se salvado, mas ela partiu para cima dele e acabou pegando fogo nela", detalhou.

"[Heley] é uma pessoa que sempre amou a profissão e arriscou a vida para salvar outras vidas [das crianças]. É triste, a família está sofrendo demais", completou Luiz, muito emocionado.

professora
A professora Heley de Abreu Silva Batista (Reprodução)

Até o momento, a morte de quatro crianças - com idade de quatro anos - foram confirmadas pelo Instituto Médico Legal. Além dos mortos, outras 30 pessoas ficaram feridas por conta do incêndio. Desse número, 22 vítimas estão em estado grave; algumas chegaram a ter até 80% do corpo queimado e continuam internadas.

De acordo com o repórter Pablo de Melo, da Rádio Onda Norte FM, o vigilante Damião entrou na sala de aula com uma mochila sob o pretexto de distribuir sorvetes para as crianças. Já no interior do local, jogou álcool nas crianças e em si mesmo e, em seguida, ateou fogo.

Segundo informações de testemunhas, o homem fazia uso de remédios e sofreria de problemas psíquicos. Após horas internado, Damião morreu no hospital.

Moradores de Janaúba relatam tragédia em creche: 

'Situação triste', define prefeito

O prefeito de Janaúba, Carlos Mendes, decretou luto oficial por três dias na cidade. Ele esteve na porta do hospital que recebe as vítimas do incêndio e, em entrevista à BandNews FM, disse que todas as autoridades da região estão mobilizadas na ocorrência.

Mendes falou ainda que a situação é muito triste no hospital, com muita correria para socorrer os feridos.

O prefeito contou que todas as informações que ele tem até o momento sobre o que aconteceu na creche são preliminares.

No Facebook, a Prefeitura de Janaúba pediu ajuda para tratar as vítimas. Eles pedem pomada, metoclopramida e dipirona injetável, além de água mineral, roupas para crianças e roupas de cama.

Compartilhar

Deixe seu comentário