SP: Polícia Militar faz operação na Favela de Paraisópolis

Ação ocorre depois da declaração da diretora do DHPP, Elisabete Sato, de que nem a Rota entra na comunidade

Depois da declaração da diretora do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), Elisabete Sato, de que nem a Rota entra na Favela de Paraisópolis, a Polícia Militar (PM) realiza nesta sexta-feira (10) uma operação na comunidade, localizada na região do Morumbi, zona sul de São Paulo.

A afirmação da delegada foi feita durante um evento do Ministério Público Democrático, sobre a segurança, que contou com a participação de promotores, pesquisadores e membros das Polícias Civil e Militar. A fala de Elisabete Sato foi rechaçada pela Secretaria de Segurança Pública, que afirmou que as polícias entram em qualquer área de São Paulo.

Logo após a repercussão negativa, policiais militares da Tropa de Choque, com o apoio de cães farejadores e da cavalaria, deram início à operação.

Na última terça-feira, a Rota já havia realizado uma operação com várias equipes na comunidade, mas, desta vez, os trabalhos contam com PMs do Choque.

Ninguém foi preso até o momento, mas foram apreendidas 2 pistolas – uma ponto 40 e outra 9mm, de uso restrito das Forças Armadas -, além de 51 munições, cerca de R$ 1,1 mil em dinheiro, 6 tabletes de maconha, 542 frascos de lança-perfume, 172 porções de crack e 325 de cocaína.

Compartilhar

Deixe seu comentário