Mega-Sena: conheça histórias surpreendentes com ganhadores

Sorteio que acontece nesta quarta-feira pode pagar R$ 97 milhões

Acumulado nove vezes consecutivas, desde março, o prêmio da Mega-Sena que será sorteada nesta quarta-feira (26) dever ser de R$ 97 milhões, o maior valor da loteria em 2017 até o momento. As apostas podem ser feitas em qualquer lotérica do país até as 19h – o preço mínimo, que dá direito a marcar seis números no bilhete, é de R$ 3,50.

Depois de ler as informações acima, muita gente começa a pensar o que dá pra fazer com a dinheirama. Um apostador que vencesse a bolada sozinho, por exemplo, poderia aplicá-la na poupança e receber mensalmente um rendimento de R$ 650 mil. E se o felizardo tivesse um momento de gastança desvairada? Uma das sugestões seria montar uma frota com 20 carros do modelo Lamborghini Aventador Roadster, o mais caro à venda no país.

Devaneios à parte, a gente sabe o que aconteceu com alguns ganhadores da loteria mais famosa do Brasil.  Confira a seguir algumas histórias surpreendentes envolvendo a Mega-Sena.

O vendedor de bilhetes que gastou sua fortuna em meses

Em 1983,  macapaense Jesus Silva da Fonseca vendia bilhetes da loteria como ganha-pão. Um dia, sobrou uma aposta e ele resolveu conferir o resultado: o papelzinho estava premiado, com um valor de cerca de R$ 2 milhões em valores atuais.

Apesar do conselho de um gerente de banco, Jesus não aplicou nada e resolveu cair na gandaia. Se o prêmio veio de maneira inesperada, o resultado da folia foi mais previsível e a fortuna se acabou em poucos meses.

Hoje com 69 anos, Silva continua vendendo bilhetes de loteria. Ainda sobram algumas apostas de vez em quando, mas a sorte grande nunca mais apareceu para o ex-milionário.

A esposa assassina

Ganhador de R$ 52 milhões na Mega-Sena em 2005, o ex-lavrador Renné Senna foi morto em janeiro de 2007 por dois ex-seguranças. Os assassinos do milionário, que não tinha as duas pernas, agiram a mando de Adriana Ferreira Almeida, que era casada com a vítima.

A motivação seria a herança de Renné que, após suspeitar que Adriana tinha um caso extraconjugal, a expulsou de casa e ameaçou tirá-la de seu testamento. Ela foi condenada a 20 anos de prisão pelo crime.

Atualmente bloqueada pela Justiça, a fortuna de Renné é estimada em R$ 100 milhões.

O bom samaritano

Em 2015, durante a campanha para ajudar Matheus Teodoro Oliveira, um garoto vítima de uma doença rara que precisava receber um transplante de intestino, uma doação chegou de forma inusitada.

Sem se identificar, um homem que havia ganhado a quadra na Mega-Sena doou seu bilhete premiado com R$ 719.

Embora não tenha sido uma quantia milionária, junto com outras doações o prêmio modesto ajudou: o menino foi operado com sucesso nos Estados Unidos no final de 2016 e hoje está se recuperando bem. Apesar disso, ele ainda precisa de ajuda financeira para o tratamento, como conta sua mãe na página dedicada ao garoto no Facebook.

Veja a história do bilhete que ajudou Matheus:

Você acredita?
Tailandesa diz que boneca a ajudou a ganhar na loteria

Compartilhar

Deixe seu comentário