Justiça mantém prisão da dupla que tatuou testa de adolescente

Maycon dos Reis (27) e Ronildo Aujo (29) são acusados de lesão corporal gravíssima, constrangimento ilegal e ameaça

A Justiça negou o pedido de revogação da prisão de Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27 anos, e Ronildo Moreira de Araújo, de 29. Eles são acusados de tatuarem a testa de um adolescente de 17 anos no dia nove de junho deste ano, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. O jovem teria tentado roubar uma bicicleta, mas a suposta vítima não registrou ocorrência. 

O Ministério Público ouviu os réus, o menor e as testemunhas de defesa e acusação no último dia 12. A promotora de Justiça, Giovana Guerreiro disse que nenhum dos depoentes negou a agressão sofrida pelo adolescente. Maycon e Ronildo são acusados de lesão corporal gravíssima, constrangimento ilegal e ameaça. 

A promotora Giovana Guerreiro entende que não houve tortura, porque não ficou constatado sofrimento no momento da ação. As defesas devem tentar a redução da pena, já que os dois confessaram o crime. 

Recuperação

A mãe do adolescente, Vânia Rocha, disse (por telefone) à Rádio Bandeirantes que o filho já passou por três sessões para a remoção da tatuagem. Ele permanece internado em uma clínica para o tratamento contra as drogas e álcool desde o último dia 13. 

O menino passa o dia inteiro na clínica Grand House, em Mairiporã, onde o tratamento é feito de graça. A rotina de recuperação inclui atendimento psiquiátrico e psicológico, de convivência social e atividades lúdicas e esportivas. O local possui academia, campo de futebol, lago, jardim e piscina.

Compartilhar

Deixe seu comentário