Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 - 18h17

Anonymous invadem twitter da UPP

Grupo comparou UPP com a DOI-CODI, órgão de repressão da ditadura militar
Invasores criticaram Cabral e disseram que não vai haver Copa / Reprodução Twitter Invasores criticaram Cabral e disseram que não vai haver Copa Reprodução Twitter

As contas oficiais no Twitter do comando das Unidades de Polícia Pacificadora e da Secretaria do Estado de Segurança foram invadidas no início da tarde desta quinta-feira por integrantes do grupo Anonymous.

Em apenas três postagens na conta da UPP, os hackers sugerem que não esqueceram das supostas irregularidades praticadas por policiais em áreas pacificadas.

Entre as irregularidades, de acordo com os criminosos virtuais, estariam moradores queimados, choques elétricos, asfixias e mulheres obrigadas a ficar nuas. O grupo ainda faz uma comparação as UPPs e o DOI-CODI, órgão de repressão da época da ditadura militar, e finaliza a mensagem criticando o Governo Sérgio Cabral e dizendo que não vai ter Copa.

O caso mais emblemático de violência dentro de uma UPP é o do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza, desaparecido desde julho do ano passado após ser levado para a base da unidade da Rocinha para averiguação.

Minutos após as invasões, foi dado início ao protocolo de retirada dos perfis da rede. O Twitter também foi oficialmente comunicado sobre o ocorrido, que está sendo registrado na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).