Tamanho de fonte
Atualizado em quarta-feira, 1 de outubro de 2014 - 15h41

Falso médico se apresenta à delegacia

Lei eleitoral garante que ninguém pode ser preso cinco dias antes de eleições, ao menos que o crime seja em flagrante
Carlos Augusto é apontado como responsável pela morte de Jandira / Divulgação/Disque Denúncia Carlos Augusto é apontado como responsável pela morte de Jandira Divulgação/Disque Denúncia

O falso médico, apontado pela polícia como o responsável pela morte de Jandira Magdalena dos Santos Cruz, durante aborto em Santa Cruz, se apresentou nesta quarta-feira à 35ª DP (Campo Grande), acompanhado pelo advogado. Ele prestou depoimento na delegacia e foi liberado.

Carlos Augusto Graça de Oliveira é foragido da Justiça e tem mandado de prisão expedido, mas por conta da lei eleitoral, que impede a prisão de qualquer pessoa cinco dias antes das eleições, o acusado não foi detido. A lei só permite que sejam realizadas prisões em flagrante.