Tamanho de fonte
Atualizado em quarta-feira, 6 de maio de 2015 - 17h48

Alerj participa do Rio Harp Festival

O festival traz mais de 100 apresentações.
A expectativa é de que o evento atraia 15.000 pessoas / Divulgação A expectativa é de que o evento atraia 15.000 pessoas Divulgação

O maior festival de harpas do mundo, o Rio Harp Festival, completa dez anos na mesma época em que o Palácio Tiradentes completa 89 anos. Por isso, a Alerj abrigará parte do evento e, nos dias 7 e 28 de maio e 2 de junho, três músicos internacionais convidados se apresentarão, de graça, no salão nobre da Casa. 

 

A iniciativa do projeto Música no Museu, tem o apoio do Departamento de Cultura da Alerj.  “Combinaremos a boa música com a bela arquitetura do local. É o nosso presente para o visitante e para o cidadão fluminense”, diz Fernanda Figueiredo, diretora do departamento.

 

As apresentações serão às 18h30, com distribuição de senhas 20 minutos antes.

 

Rio Harp Festival

 

Realizado anualmente no mês de maio, o festival internacional de harpas entra em sua décima edição. O evento, promovido pelo projeto Música no Museu, enaltece o instrumento mais antigo da humanidade: a harpa. Consolidado na agenda cultural carioca, o Rio Harp Festival é uma das maiores séries de concertos de harpas do mundo.

 
O festival contabilizará 105 apresentações no total, envolvendo 36 músicos de 25 países. A expectativa de público é de 15.000 pessoas, baseada na estimativa das versões anteriores.

 

Os concertos, diários e gratuitos desde sua primeira edição, serão realizados até o fim de maio em diversos pontos turísticos, centros culturais e museus da cidade. As apresentações se destacam  pela diversidade de gêneros e estilos  musicais que esse instrumento possibilita tocar: clássico, étnico, popular,  rock, latino-americana, e até o funk. 

 

Segundo o coordenador do projeto, Sergio Costa e Silva, a novidade deste ano é a apresentação de orquestras de comunidades carentes, tendo grandes harpistas como solistas. “É fundamental essa integração de várias culturas”, diz.

 

Para quem deseja saber mais sobre o evento, as informações estão no site.