Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 7 de dezembro de 2017 - 08h45

Troca de tiros termina com dois criminosos mortos na Rocinha

Para tentar frear uma possível nova onda de violência, a PM promete manter 550 agentes na comunidade
Equipes baseadas na Estrada da Gávea. / (Foto: Luiza Muttoni) Equipes baseadas na Estrada da Gávea. (Foto: Luiza Muttoni)

Patrulhamento reforçado, intensa troca de tiros e dois criminosos mortos. Horas após a prisão do traficante Rogério Avelino, o Rogério 157, a Polícia Militar tenta impedir uma possível guerra entre facções criminosas rivais.

Na noite desta quarta-feira (6), agentes do Batalhão de Operações Especiais entraram em confronto com bandidos. Dois foram baleados, levados para Hospital Municipal Miguel Couto, na mesma região, mas não resistiram.

Desde de que Rogério 157 rompeu com o traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem, a disputa pelo controle da venda de drogas na maior favela do Rio, 27 bandidos morreram.

A violência também fez vítimas inocentes. No fim de outubro, a turista espanhola Maria Esperanza Ruiz Jimenez foi baleada após o carro onde estava não ter obedecido uma ordem de parada da Polícia Militar, que, na sequência, atirou na vítima.

Para tentar frear uma possível nova onda de violência na região, a polícia promete manter 550 agentes por tempo indeterminado.