Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018 - 17h27

Crianças são as principais vítimas da violência nesta semana

Em menos de 48 horas, 4 crianças foram vítimas de disparos no Rio
A bala atingiu o pé do menino  / Reprodução A bala atingiu o pé do menino Reprodução

O pequeno Daniel Menezes tem apenas dois anos, mas já conhece a violência após um tiro atravessar o teto do quarto dele e atingir as pernas do menino. Em menos de 48 horas, quatro crianças foram vítimas de disparos no Rio de Janeiro, sendo três por balas perdidas. 

Jeremias Morais, de 13 anos, morreu na última terça-feira após ser atingido por bala perdida durante um tiroteio entre criminosos e policiais no Complexo da Maré. Já João Pedro Soares, de 4 anos, permanece internado após ser baleado no momento em que caminhava na rua com os pais em uma comunidade em São Gonçalo, quando criminosos atiraram contra um carro. 

Além dos casos de bala perdida, outra criança vítima da violência foi Emilly Sofia, de 3 anos, que morreu após criminosos atirarem contra o carro dos pais durante uma tentativa de assalto em Anchieta, na última terça-feira (6). A analista Daniele Eleotério, mãe de Daniel Menezes estava no quintal e escutou um barulho: Era uma bala acertando um de seus 3 filhos. Mas as vítimas não são apenas as crianças. 

Nesta quinta-feira (8) a psicóloga Maria Luiza Panza Bruno, de 37 anos, foi baleada Zona Norte do Rio. Ela e o namorado estavam em um bar quando criminosos que tentaram roubar um carro no Grajaú. De acordo com testemunhas, um segurança teria percebido a ação e atirou para o alto. Os bandidos revidaram e um dos tiros acertou a lombar da psicóloga. A polícia militar esteve no local, mas ninguém foi preso. A polícia civil investiga os casos.