Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018 - 19h57

Carnaval: órgãos promovem conscientização sobre álcool

A Operação Lei Seca também vai entrar na campanha com 70 ações durante dia e noite
Até o final do Carnaval, diversos órgãos promovem campanhas de conscientização em todo o Estado / Divulgação Até o final do Carnaval, diversos órgãos promovem campanhas de conscientização em todo o Estado Divulgação

Os dias coloridos de Carnaval podem perder todo o brilho quando um motorista mistura álcool com direção. Das cerca de 40 mil mortes no trânsito por ano em todo o Brasil, cerca de 75% dos casos tem relação com a ingestão de bebida alcoólica, de acordo com um estudo da UFRJ. 

Por isso, até o final do Carnaval, diversos órgãos promovem campanhas de conscientização em todo o Estado. O Detran do Rio vai promover ações de conscientização para alertar sobre os perigos de dirigir após beber, além dos riscos do excesso de velocidade, do uso indevido de celular na direção e da não utilização do cinto de segurança. 

A Operação Lei Seca também vai entrar na campanha, com 70 ações durante dia e noite. Serão realizadas não só as fiscalizações, mas também campanhas de prevenção. Desde a criação da Lei Seca, em 2008, houve redução de mais de 40% no número de motoristas flagrados dirigindo alcoolizados. 

O coordenador do programa SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto, fala que motoristas de trio elétrico também devem cortar o álcool.Neste ano, a pedido do Ministério Público, os motoristas de carros alegóricos da Sapucaí vão passar pelo bafômetro. 

O motorista que for flagrado dirigindo após ingerir bebida alcoólica será multado em R$ 2.935, além de ter a carteira suspensa por um ano. Quem se recusar a fazer o teste do bafômetro recebe as mesmas penalidades. No caso de motoristas reincidentes, a multa passa para mais de R$ 5.800.