Tamanho de fonte
Atualizado em terça-feira, 13 de março de 2018 - 19h50

Jonas Lopes fala de mesada recebida por conselheiro do TCE

O ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado prestou depoimento ao juiz Marcelo Bretas

Em depoimento ao juiz Marcelo Bretas, o ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado, Jonas Lopes, voltou a falar sobre a mesada de R$ 70 mil recebida pelos conselheiros do órgão. O valor era pago pela Federação das Empresas de Transporte do Rio de Janeiro, a Fetranspor, para que os conselheiros fizessem "vista grossa" em processos relativos a empresas de ônibus.

O delator, ouvido como testemunha de acusação, também reforçou que os pagamentos começaram a acontecer depois do órgão determinar a devolução de cerca de noventa milhões de reais em créditos expirados do Bilhete Único.

As irregularidades foram descobertas após uma auditoria do TCE em 2013. Jonas Lopes também voltou a falar sobre um encontro com o governador Luiz Fernando Pezão; o então secretário de Estado de Transportes, Carlos Osório, e o então procurador do Estado, Leonardo Espíndola, em 2015.O tema seria o arquivamento da auditoria.

Os valores eram entregues ao filho de Jonas, Jonas Lopes de Carvalho Neto, que passava o montante para o pai fazer a distribuição entre os conselheiros, com exceção de uma. Ele também prestou novo depoimento nesta terça-feira (13), na sede da Justiça Federal, no Centro do Rio de Janeiro, com outros três colaboradores. As oitivas foram no âmbito da operação Ponto Final, deflagrada em julho do ano passado.