Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 13 de abril de 2018 - 11h38

Câmara de Petrópolis já tem novo presidente interino

Paulo Igor Carelli, do MDB, presidente da casa foi detido durante operação da Polícia Civil

O 1° vice-presidente da Câmara de Petrópolis assumiu interinamente a presidência da casa após a prisão de vereadores da Região Serrana. Roni Medeiros do PTB, ocupa o cargo após Paulo Igor Carelli, do MDB, presidente da Casa ser detido durante operação da Polícia Civil e do Ministério Público nesta quinta-feira (12). Ele foi preso em casa, e já foi encaminhado para o Sistema Penitenciário.

O vereador Luiz Eduardo, o "Dudu", do Patriota, também alvo da operação foi afastado do cargo. Mas ainda segue foragido. De acordo com a denúncia, Paulo Carelli, é acusado de fraudar uma licitação de prestação de serviços que gerou um contrato de R$ 4 milhões firmado entre a Câmara Municipal de Petrópolis e a empresa Elfe Soluções em Serviços.

Porém de acordo com o procurador de Justiça Alexandre Araripe Marinho, a Justiça não concedeu o mandado de prisão contra o dono da empresa Wilson da Costa Ritto Filho, o "Júnior". A polícia apreendeu R$ 155 mil e cerca de US$ 10 mil, aproximadamente R$ 34 mil, na casa do presidente. Parte da quantia estava escondida dentro da banheira de hidromassagem, em uma gaveta da mesa de cabeceira e dentro de um carro.

Os valores estavam separados em diferentes bolos, que eram identificados por bilhetes com nomes e iniciais. A polícia agora investiga quem são as pessoas identificadas no dinheiro e se elas também estão envolvidas no esquema. Segundo as investigações, "Júnior" foi responsável por financiar, por meio de doações, mais de 90% das campanhas eleitorais de "Dudu" para a Câmara de Vereadores em 2008, e para deputado estadual, em 2010.