Tamanho de fonte
Atualizado em quarta-feira, 16 de maio de 2018 - 14h24

Gilmar Mendes contraria MPF e manda soltar Milton Lyra

Milton Lyra é alvo da Operação Rizoma
Ele é apontado como operador do MDB no Senado Federal / Repordução Ele é apontado como operador do MDB no Senado Federal Repordução

No mesmo dia em que o Ministério Público Federal oferece denúncia contra Milton Lyra, apontado como operador do MDB no Senado, o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes manda soltá-lo.

O magistrado entende que apesar de ser alvo de graves acusações na Operação Rizoma, Milton Lyra foi preso com base em crimes que teria cometido entre 2011 e 2016 e fatos antigos não autorizam a prisão preventiva.

O empresário não pode manter contato com os demais investigados e está proibido de deixar o país sem autorização, devendo entregar o passaporte até esta quinta-feira (17).

Outras 15 pessoas investigadas na Operação Rizoma, que apura desvios de recursos de fundos de pensão, foram denunciadas pelo MPF, entre elas o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e o empresário Arthur Pinheiro Machado, apontado como chefe do esquema criminoso.

Todas são acusadas dos crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, corrupção passiva e ativa, tráfico de influência e organização criminosa.