Tamanho de fonte
Atualizado em terça-feira, 29 de maio de 2018 - 16h05

Brasil fecha o primeiro trimestre com 13 mi de desempregados

O número de empregados sem carteira de trabalho assinada atingiu 10 milhões e 900 mil brasileiros

O desemprego no País ficou em 12,9 por cento no trimestre encerrado em abril, de acordo com dados divulgados pelo IBGE, indicando que cerca de 13 milhões de pessoas estão desempregadas no Brasil.

 

O resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua ficou abaixo do registrado no trimestre encerrado em março, de 13,1 por cento, voltando a cair após 3 altas consecutivas. O índice também ficou abaixo do registrado no mesmo trimestre móvel do ano passado, quando 14 milhões de pessoas estavam desempregadas.

 

Para o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo, são as influências econômicas que refletem no mercado de trabalho.

 

Apesar da queda no desemprego, houve redução de 1,7 por cento no número de brasileiros trabalhando com carteira assinada na comparação com o trimestre encerrado em abril do ano passado, totalizando mais de 32 milhoes de trabalhadores. Esse é o menor número para o período desde o início da pesquisa, em 2012.

 

O número de empregados sem carteira de trabalho assinada atingiu 10 milhões e 900 mil brasileiros, o maior índice desde 2013. Em relação ao mesmo trimestre de 2017, houve alta de 6,3 por cento.

 

Como o mercado de trabalho reflete a instabilidade econômica do País, o IBGE acredita que a greve de caminhoneiros, que provoca desabastecimento em todo o Brasil, pode afetar o número de desempregados, especialmente o dos que trabalham indiretamente para os caminhoneiros, como carregadores e vendedores em centrais de abastecimento, e que recebem por jornada diária.