Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 25 de junho de 2018 - 16h55

STF Julga posse do Palácio Guanabara

Descendentes da família real brasileira brigam com a União pela posse do imóvel
O primeiro processo contestando a desapropriação ocorreu em 1895 e foi escrito a nanquim e pena ( / Divulgação Governo do Estado) O primeiro processo contestando a desapropriação ocorreu em 1895 e foi escrito a nanquim e pena ( Divulgação Governo do Estado)

Um dos processos mais antigos do país será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça depois de mais de 120 anos.

 

A disputa entre a família real brasileira e a União pela posse do Palácio Guanabara está na pauta do STJ do dia 4 de setembro. O relator é o ministro Antônio Carlos Ferreira.

 

Os herdeiros da Princesa Isabel e do Conde D'Eu brigam pelos direitos do imóvel que fica em Laranjeiras, na Zona Sul.

 

O Palácio Guanabara foi apropriado pela União após a Proclamação da República, em 1989. A sede do governo do Estado do Rio era chamada de Paço Isabel e foi residência da filha de Dom Pedro II.

 

O primeiro processo contestando a desapropriação ocorreu em 1895 e foi escrito a nanquim e pena, mas até hoje a Justiça trata do assunto