Rádio Bandeirantes
Rádio BandNews FM 99.3
Band TV
Terraviva
Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 13 de novembro de 2017 - 20h13

Sebrae realiza encontro do Programa Líder em Bagé

Conselho que vai coordenar o projeto foi apresentado
Evento reuniu mais de 200 pessoas  / SEBRAE RS/ Divulgação Evento reuniu mais de 200 pessoas SEBRAE RS/ Divulgação

O Sebrae realizou na cidade de Bagé, região da Campanha Gaúcha um encontro do Programa Lideranças para o desenvolvimento regional. Os líderes, mentores e colaboradores do projeto se reuniram para debater e apresentar algumas novidades.

 

O diretor-superintendente do Sebrae RS, Derly Fialho, explicou que o programa, que foi elaborado pela entidade, reúne lideranças políticas e empresariais no desenvolvimento de projetos que auxiliem o crescimento das regiões da Campanha, Fronteira Oeste e Região Sul.

 

“Essa ação para nós é uma fase ainda de implantação de um projeto piloto no Rio Grande do Sul. É onde a gente está gerando conhecimento e aperfeiçoando a tecnologia para levarmos para outras regiões do Brasil”, explica o diretor-superintendente.

 

Diversas ações foram elaboradas no decorrer desta união. Uma delas, diz respeito ao desenvolvimento de uma cadeia produtiva de vinícolas, através de pesquisas realizadas por enólogos especialistas.

 

O turismo na região da campanha também é alvo de um projeto do programa das lideranças. O professor Marcelo Fonseca do Instituto de Pesquisa de Mercado da UNISINOS comenta que as pesquisas realizadas pela universidade são disponibilizadas para o setor público e privado da região.

 

“Nós fomos Contratados pelo SEBRAE para fazer uma análise de mercado, que envolve tanto a análise da oferta, ou seja, identificação, qualificação e consolidação de tudo aquilo que já se tem de muito rico – e tem muito de muito rico na região-, e também uma análise da demanda, que seria uma pesquisa sobre o que potenciais turista procuram nas suas viagens de forma geral e o que procuram em relação à região do pampa”, conta Fonseca.

 

Além disto, um observatório de pesquisas desenvolvido pela Universidade Católica de Pelotas será disponibilizado para o programa. Ele será municiado também por outras instituições de ensino da região e contará com elementos que auxilie os empresários, na busca de novos mercados e métodos. O encontro em Bagé também serviu para pôr um marco no projeto, que a partir de agora não será mais coordenado pelo Sebrae-RS. Uma comissão independente, denominada Governança será a responsável por orientar e incentivar estas ações. Participarão deste conselho, 12 lideranças dos setores público e privado.

 

Bruno Quick, gerente nacional do Sebrae, comenta este marco no programa: “Agora a ideia é que esses projetos que já estão definidos possam ser apropriados e que envolvam as instituições. Além de promover a união de todos e buscar no governo do Estado e no Governo Federal aquilo que eles têm por competência em fazer aqui”, comenta.

 

 

Participaram do evento mais de 200 pessoas entre líderes políticos e empresariais dos 43 municípios envolvidos no programa.