Rádio Bandeirantes
Rádio BandNews FM 99.3
Band TV
Terraviva
Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 12 de janeiro de 2018 - 22h31

Mulher de “bruxo” é presa por fraude em energia elétrica

Polícia pede mais para justiça mais 60 dias para investigar caso de crianças mortas em suposto ritual satânico

 A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (12) a esposa do chamado “bruxo” envolvido em suposto ritual satânico no interior de Gravataí. Ela foi presa em flagrante por furto qualificado em uma operação contra fraudes na energia elétrica.

 

A residência do casal, segundo a Polícia, possuía o chamado “gato”. A pena para este tipo de crime vai de dois a oito anos de prisão. A empresa fornecedora de energia elétrica juntamente com policiais, estiveram no templo onde as crianças foram mortas.

 

O prazo para a Policia Civil fechar o inquérito sobre a investigação do caso das crianças encontradas esquartejadas em Novo Hamburgo iria até a próxima segunda-feira, dia 15. Mas o delegado Rogério Baggio, que reassumiu o caso recentemente, pediu mais dois meses para a justiça.

 

Baggio não quer se manifestar através de entrevista até ouvir uma testemunha que ele diz ser importante. A defesa de Silvio Rodrigues, o bruxo proprietário do templo que fica no interior de Gravataí, quer levar o caso para a Polícia Federal.

 

Três pessoas seguem foragidas, de sete envolvidos no suposto ritual satânico que matou dois irmãos.

 

Entenda o caso clicando aqui.