Tamanho de fonte
Atualizado em terça-feira, 12 de setembro de 2017 - 12h48

Primeiro caso de chikungunya é confirmado em Taubaté

Taubaté registrou o primeiro caso autóctone, ou seja, contraído na cidade de febre chikungunya. De acordo com a prefeitura uma mulher de 30 anos manifestou os sintomas da doença em agosto, recebeu tratamento e passa bem.

 

Segundo a secretaria municipal de saúde, a cidade registrou neste ano outros quatro casos da doença, mas todos importados, no ano passado o município contabilizou seis casos de chikungunya, todos eles contraídos em outras regiões do país.

 

O vírus da chikungunya circula no brasil desde 2014 e é transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti, o mesmo transmissor da dengue e do zika vírus. Até agosto, Taubaté registrou 56 casos confirmados de dengue, sendo 52 autóctones e quatro importados. Nenhum caso de zika foi registrado.

 

A redução é bem expressiva se comparada com o ano passado quando a cidade contabilizou 3296 casos e três mortes. A chikungunya tem sintomas parecidos com estas duas doenças, como febre, manchas vermelhas na pele, coceira, dor de cabeça e nas articulações, e também pode provocar febre acima de 38 graus, de início repentino.

 

E com a proximidade do período chuvoso as pessoas devem reforçar os cuidados para evitar a proliferação do aedes aegytpti.