band.com.br

Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 26 de julho de 2010 - 11h45

Participação brasileira no PIB mundial diminui

Durante governo Lula economia brasileira avançou a 3,6% por ano, abaixo da média do restante do mundo, de 3,7% / Foto: Ricardo Stuckert/PR Durante governo Lula economia brasileira avançou a 3,6% por ano, abaixo da média do restante do mundo, de 3,7% Foto: Ricardo Stuckert/PR

Mesmo com o avanço da economia brasileira nos últimos anos, a participação do Brasil no PIB (Produto Interno Bruto) global diminui. De acordo com projeção do FMI (Fundo Monetário Internacional), ao fim deste ano, o País deve responder por 2,90% de todas as riquezas produzidas, em detrimento dos 2,92% a que lhe cabiam em 2002.

Os analistas acusam que, mesmo sendo pequena, não é uma diferença desprezível, pois ainda é um país emergente. Explicam que, embora não precise crescer no mesmo ritmo de Índia e China, avançar no mesmo passo dos desenvolvidos não é o ideal.

Se em 2000, chineses e indianos possuíam 7% e 4% respectivamente, o Brasil tinha 2,95%. Ao fim do ano, o FMI estima que a China termine com participação de 13% e a Índia, com 5%.

Embora o governo trabalhe para a economia não avançar a 7%
, pois causaria a volta das pressões inflacionárias, este ritmo de crescimento é considerado o ideal para o País elevar o nível de desenvolvimento. “Sete por cento de crescimento ao ano significa dobrar o PIB em uma década. Isso, mais um pesado investimento em educação, mudaria o País”, estima Simão Davi Sillber, professor da FEA (Faculdade de Economia e Administração) da USP.

Mesmo que o PIB brasileiro tenha avançado a 3,6% ao ano desde 2003, início do governo Lula, ficou abaixo da média mundial, de 3,7%.Neste ano, estima o FMI, o Brasil deve crescer 7,1%, acima do previsto para o restante do planeta, de 4,6%. Com informações do jornal “O Estado de S. Paulo”.

Redação: Helton Simões Gomes



Cadastrando-se em nossa newsletter, você receberá diariamente em seu e-mail as últimas Notícias do Band.com.br
Aceito receber e-mails da Band e parceiros