band.com.br

Tamanho de fonte
Atualizado em terça-feira, 19 de março de 2013 - 10h58

IR: saiba quem pode ser dependente

O valor da dedução anual é de R$ 1.974,72 por dependente; confira lista com os tipos de dependente e saiba como declarar
Filhos podem ser dependentes na declaração do imposto de renda / Shutterstock Filhos podem ser dependentes na declaração do imposto de renda Shutterstock

Na hora de declarar, é importante ficar atento aos dependentes. Para não errar e cair na malha fina ou, então, perder a oportunidade de restituir mais um pouquinho, especialistas explicam quem pode ser dependente e em que situações este benefício pode ser usado. 


“Podem ser consideradas dependentes as pessoas que, de acordo com a tabela, mantiveram relação de dependência com o declarante, mesmo que por menos 12 meses no ano-calendário de 2012, como nos casos de nascimento e falecimento. O valor da dedução anual é de R$ 1.974,72 por dependente”, resume a gerente operacional e especialista em Imposto de Renda da MG Contécnica, Juliana Fernandes.

Para isso, o contribuinte deve informar o tipo de dependente, o nome, o número de inscrição no CPF, a data de nascimento do(s) dependente(s) e, em seguida, clicar no botão “OK” para encerrar o preenchimento dos dados.

IR: especialistas aconselham declarar antes
Entenda o programa e aprenda a declarar o IR

Não declarou o IR no ano passado? Veja como proceder

Simples ou completa? saiba qual o melhor tipo de declaração

Gastos com educação e saúde são restituíveis

Saiba como declarar bens móveis e imóveis
Ações e financiamentos: saiba como declarar
Pela primeira vez, IR cria campo para doações

Veja, abaixo, uma lista dos tipos de dependentes:


- Cônjuge, companheiro homo ou heterossexual com quem seja possível comprovar união estável por mais de cinco anos e pessoa com quem o contribuinte tenha filho.

- Filhos e enteados de até 21 anos ou de até 24 anos, caso estejam cursando faculdade ou escola técnica (mesmo que tenham completado 25 anos em 2011); e filhos e enteados incapacitados física ou mentalmente para o trabalho, sem limite de idade.

- Irmãos, netos e bisnetos que não contam com o auxílio dos pais, segundo os mesmos critérios de filhos e enteados, desde que o contribuinte detenha a guarda judicial do dependente.

- Pais, avós e bisavós desde que tenham recebido rendimentos tributáveis acima do limite estabelecido pela Receita. Sogros e sogras se incluem nessa regra apenas quando incluídos na declaração conjunta do casal.

- Menores pobres até os 21 anos, com quem o contribuinte não guarde vínculo familiar, mas cuja guarda judicial seja do contribuinte.

- Pessoas absolutamente incapazes das quais o contribuinte seja tutor ou curador.



Cadastrando-se em nossa newsletter, você receberá diariamente em seu e-mail as últimas Notícias do Band.com.br
Aceito receber e-mails da Band e parceiros