Freixo promete fazer oposição combativa ao governo Crivella

O candidato do PSOL explicou que volta a Assembleia Legislativa, mas não quis citar quais são seus planos para 2018

Igor Marques - 31/10/2016 - 10:35 | Atualizado em 31/10/2016 - 10:47

Freixo e Luciana Boiteux acompanharam a apuração na Cinelândia (Foto: Reprodução)

O candidato derrotado à Prefeitura do Rio, Marcelo Freixo, do PSOL, prometeu que fará uma oposição combativa ao governo de Marcelo Crivella, do PRB.

A declaração foi dada, no fim da noite de domingo (31), na Cinelândia, onde o deputado acompanhou a apuração dos votos.

Acompanhado de Luciana Boiteux, sua vice na disputa, Freixo, que obteve 40,64% dos votos válidos, discursou para a sua militância e frisou que sai vitorioso.

O candidato do PSOL ainda ressaltou que o partido fará uma oposição propositiva nos próximos quatro anos.

“O Governo Crivella terá sim uma oposição de um grupo que respeita a democracia. Os vereadores do PSOL serão como fiscalizadores do executivo, garantindo o bem da democracia. Não teremos uma oposição irresponsável, temos um projeto de cidade”, afirmou.

Marcelo Freixo teve 1 milhão, 163 mil e 662 votos, número menor que os de abstenções neste segundo turno. Apesar do resultado, ele garantiu que conquistou muitas coisas.

“Foi uma campanha belíssima, que mesmo não ganhando nas urnas levou tantas pessoas às ruas. Resignamos a forma de fazer política no Rio”, disse.

O candidato explicou que volta a Assembleia Legislativa, mas não quis citar quais são seus planos para 2018.

Marcelo Freixo venceu em 26 das 97 zonas eleitorais, a maioria na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Ler a notÍcia completa