Tamanho de fonte
Atualizado em sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017 - 22h28

Síria: Atentado com carro-bomba mata pelo menos 42

Local do ataque foi retomado das mãos de extremistas do Estado Islâmico
Fumaça na cidade síria de al-Bab; muitas pessoas tiveram ferimentos graves / Khalil Ashawi/Reuters Fumaça na cidade síria de al-Bab; muitas pessoas tiveram ferimentos graves Khalil Ashawi/Reuters

Pelo menos 42 pessoas, em sua maioria rebeldes sírios, morreram em um atentado com carro-bomba ao nordeste de Al-Bab, reduto do grupo Estado Islâmico, retomado na véspera das mãos dos extremistas, segundo informou nesta sexta-feira (24) a organização não governamental (ONG) Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

"Menos de 24 horas após a derrota do grupo Estado Islâmico, um terrorista suicida atacou duas sedes dos rebeldes na cidade de Susian, ao nordeste de Al-Bab, na região norte da Síria", afirmou Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório.

Assista a reportagem do Jornal da Band:


Os rebeldes sírios, apoiados pela Turquia, conquistaram na quinta-feira (23) a cidade. Os dois quartéis-generais dos rebeldes ficam próximos um do outro. Susian fica a apenas 8 quilômetros de Al Bab, a última grande cidade que ainda estava sob poder no Estado Islâmico na província de Aleppo, no norte da Síria.

O atentado também deixou muitas pessoas gravemente feridas, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que tem uma ampla rede de fontes em todo o país.

Leia: Guerra já deixou 300 mil mortos na Síria

As forças turcas e os rebeldes sírios iniciaram, em 10 de dezembro do ano passado, uma ofensiva militar para reconquistar a cidade de Al-Bab, que fica 25 quilômetros ao sul da fronteira turca. A retomada da cidade é uma grande vitória para o governo da Turquia, que iniciou em agosto uma operação militar no norte da Síria para expulsar os extremistas das proximidades de sua fronteira.

Assista também: Aeroporto de Mossul é retomado pelas forças iraquianas

 
Leia também:
Ataque com carro-bomba em Bagdá deixa 55 mortos
Rússia mata soldados turcos por acidente na Síria