Tamanho de fonte
Atualizado em domingo, 18 de junho de 2017 - 19h20

Partido de Macron vence eleição legislativa na França

Após o fechamento das urnas, o secretário-geral do Partido Socialista francês, Jean-Christophe Cambadélis, anunciou sua renúncia
Partido de Macron terá maioria no Congresso / Philippe Wojazer/Reuters Partido de Macron terá maioria no Congresso Philippe Wojazer/Reuters

O partido Em Marcha, do presidente Emmanuel Macron, obteve a maioria absoluta dos votos no segundo turno das eleições legislativas francesas deste domingo, e garantiu 355 lugares dos assentos da Assembleia Nacional, de acordo com as projeções do instituto Elabe.

 

Segundo outra pesquisa de boca de urna, feita pela Ipsos-Sopra Steria, a vitória do partido de Macron é "esmagadora, mas não um tsunami". O partido conservador Os Republicanos foi o segundo mais votado, com cerca de 125 cadeiras. O Socialista ficou com 49 e o partido de extrema direita Frente Nacional, da ex-candidata a presidência da França Marine Le Pen, obteve apenas oito cadeiras.

 

Segundo o líder do partido Os Republicanos, François Baroin, o "veredito das urnas é claro".

 

Cerca de 47 milhões de franceses foram convocados para a votação marcada por uma importante abstenção. Segundo dados do Ministério do Interior, a participação no segundo turno foi de 35,33% em comparação aos 40,75% do primeiro turno.

 

Após o fechamento das urnas, o secretário-geral do Partido Socialista francês, Jean-Christophe Cambadélis, anunciou sua renúncia. "Apesar da abstenção alarmante, o triunfo de Emmanuel Macron é inegável", disse Cambadélis, reconhecendo "a derrota da esquerda".

 

As eleições foram realizadas em meio a um forte esquema de segurança, com cerca de 50 mil agentes, devido ao estado de emergência que a França permanece desde a série de atentados ocorrida em 2015.

 

Confira também: 

Ministros de Macron são alvos de escândalo de corrupção
Macron ganha maioria absoluta para reformas na França