Tamanho de fonte
Atualizado em segunda-feira, 19 de junho de 2017 - 06h47

Londres: 1 morre e 10 ficam feridos em atropelamento

Polícia confirmou a prisão de uma pessoa na região de Seven Sisters Road
Van atropelou pedestres no norte de Londres / Ritvik Carvalho/Reuters Van atropelou pedestres no norte de Londres Ritvik Carvalho/Reuters

Um motorista dirigindo uma van atingiu pedestres na região de Finsburry Park, norte de Londres, deixando várias vítimas. Um homem morreu e outras dez pessoas ficaram feridas. Um suspeito, um homem de 48 anos, foi preso.

A polícia e os serviços de emergência médica foram chamados para a cena na avenida Seven Sisters Road às 0h20 de segunda-feira (horário local, fim da noite no Brasil). A polícia antiterrorismo se juntou à investigação.

A primeira-ministra Theresa May disse que a polícia trata o incidente como um "potencial ataque terrorista" e que fará uma reunião de emergência para tratar do caso. "Todos os meus pensamentos estão com as vítimas, suas famílias e os serviços de emergências na cena", afirmou.

O veículo teria partido em direção a um grupo de pessoas nas proximidades de uma mesquita. Nas redes sociais, os internautas publicaram vídeos da ação da polícia. As primeiras informações, ainda não confirmadas pelas autoridades, dão conta de que a maioria das vítimas eram muçulmanas, que estavam deixando o local após orações do Ramadã, mês sagrado para os muçulmanos. Neste período, os fiéis jejuam e fazem orações especiais para o período.

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, chamou o ocorrido como "horroroso ataque terrorista" e confirmou a morte de uma pessoa. "Meus pensamentos e orações estão com todos afetados. Agradeço aos nossos serviços de emergências, que responderam rapidamente e estão trabalhando na cena durante a noite", declarou Khan.

"Nós ainda não temos todos os detalhes, mas isso foi claramente um ataque deliberado a londrinos inocentes, muitos deles que estavam terminando orações do mês sagrado do Ramadã", completou.

O secretário-geral do Conselho Muçulmano britânico, Harun Khan, disse estar "chocado e indignado ao saber que uma van intencionalmente partiu para cima de religiosos que deixavam as orações noturnas de ramadã".

 

 

No início deste mês, uma van avançou contra pedestres no London Brige, provocando ataques de veículos e facas que mataram oito pessoas e feriram muitos outros na ponte e na área vizinha do mercado de Borough. Três extremistas muçulmanos que realizaram o ataque foram mortos pela polícia.

Vídeos mostram o momento da prisão do suspeito:

 

 

 

Veja a região do atropelamento:

 

Você viu?
Londres é alvo de ataques terroristas
Prédio residencial em Londres pega fogo