Tamanho de fonte
Atualizado em domingo, 16 de julho de 2017 - 10h43

Consumir café aumenta longevidade, diz pesquisa

Estudo acompanhou 1,5 milhões de pessoas ao longo de 16 anos
O recomendado é beber três xícaras da bebida para que a diferença seja notada / Jeremy Ricketts/Unsplash O recomendado é beber três xícaras da bebida para que a diferença seja notada Jeremy Ricketts/Unsplash

Vida longa aos amantes de café. De acordo com um novo estudo realizado sobre os benefícios da bebida, quem bebe ao menos uma xícara de café por dia vive mais do que quem não consome o produto, independentemente do método de preparação ou da escolha entre normal ou descafeinado.

Segundo os estudos, beber 350 ml de café por dia diminui os riscos de morte precoce em 12% ao longo de 16 anos, enquanto três xícaras da bebida a cada 24 horas podem reduzir o risco em 18% no mesmo período.

"Nossos resultados sugerem que um consumo moderado de café, até três xícaras por dia, não é ruim para a sua saúde, e que incorporar café na sua dieta pode ter benefícios para a saúde", afirmou o doutor Marc Gunter, Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (Iarc) da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A pesquisa

A ampla pesquisa foi conduzida por especialistas da Iarc e do Imperial College de Londres em mais de 1,5 milhão de pessoas com mais de 35 anos de 10 países europeus, entre eles a Itália.

Segundo o estudo, divulgado nesta segunda-feira na revista científica Annals of Internal Medicine, foram analisados em detalhes o consumo de café dos participantes, que faziam parte do estudo Epic (Investigação Prospectiva Europeia sobre o Câncer e Nutrição), os modos e técnicas de preparação da bebida de cada um deles e a presença maior ou menor de cafeína em todos os casos.

Causas das mortes

Os participantes foram monitorados por um tempo médio de 16 anos e todos os que morreram tiveram as causas de suas mortes registradas e levadas em consideração. Durante esse período, 42 mil dos indivíduos participantes da pesquisa faleceram.

Após considerar o modo de vida dessas pessoas, seus hábitos alimentares e de fumo, os pesquisadores descobriram que o grupo que bebia cotidianamente café estava associado a um risco menor de morte.

"Nós descobrimos que um consumo maior de café estava associado com um risco menor de morte por qualquer causa, especificamente por doenças no sistema circulatório e digestivo", disse Gunter.

Buffet utiliza apenas culinária vegana para compor pratosVocê viu?
Italianos descobrem benefício do chocolate