Tamanho de fonte
Atualizado em quinta-feira, 24 de janeiro de 2013 - 17h03

BK: fábrica produzia hambúrgueres de cavalo

Rede de restaurantes abandonou fornecedora que misturava carne de cavalo nos produtos
Burger King busca outros fornecedores capazes de produzir carne de hambúrgueres 100% de boi / Divulgação Burger King busca outros fornecedores capazes de produzir carne de hambúrgueres 100% de boi Divulgação

A rede de restaurantes Burger King não irá mais comprar a carne para seus hambúrgueres vendidos no Reino Unido e Irlanda de uma fornecedora irlandesa que misturava carne de cavalo em seus produtos.

Uma investigação realizada pelas autoridades irlandesas revelou recentemente a presença de DNA de cavalo na carne de hambúrgueres vendidos como de boi na Grã-Bretanha e Irlanda.

Uma das três fábricas incriminadas, Silvercrest, fornecedora do Burger King, reconheceu a adulteração da carne em um comunicado.

"Por precaução, decidimos no último fim de semana substituir todos os produtos Silvercrest no Reino Unido e Irlanda pelos de um outro fornecedor aprovado por Burger King", indicou o grupo, ressaltando tratar-se de uma medida voluntária.

O Burger King busca agora outros fornecedores capazes de produzir carne de hambúrgueres 100% de boi de origem britânica e irlandesa. Mas isso poderá levar tempo e alguns produtos podem ficar temporariamente indisponíveis, explicou o número dois mundial do setor.

A FSAI (Autoridade de Segurança Alimentar da Irlanda) havia testado 27 hambúrgueres que diziam ser exclusivamente a base de carne de boi e encontrou traços de DNA de cavalo em 10 amostras e de porco em 23. Em sua maioria foi encontrado pouca carne de cavalo, menos em uma amostra vendida em um supermercado Tesco, no qual havia 29%.

Mesmo se os hambúrgueres adulterados não representem perigo à saúde humana, o caso provocou um escândalo no Reino Unido e na Irlanda, dois países onde comer carne de cavalo se tornou um tabu. O primeiro-ministro britânico David Cameron considerou o caso como "extremamente grave".