Índia: 60 crianças morrem por falta de oxigênio

Bebês morreram após bombas de oxigênio não serem entregues

Pelo menos 60 bebês morreram nos últimos cinco dias no hospital público Baba Raghav Das, no distrito de Gorakhpur, no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, por falta de bombas de oxigênio, segundo um novo balanço divulgado nesse sábado (12) por autoridades locais.

De acordo com a imprensa indiana, a ala infantil no centro médico estava com falta de reservas de oxigênio. As autoridades abriram uma investigação para apurar o caso.

Os bebês morreram depois que a empresa fornecedora de bombas de oxigênio deixou de entregá-las, aparentemente pela falta de pagamento de faturas de milhões de rupias, dizem os jornais.

Leia mais: Ataque de coalizão mata 100 crianças do EI na Síria

O governador da região, Adityanath, anunciou que ordenou uma investigação completa e prometeu "sanções pesadas para os responsáveis pelo incidente".

Além disso, o ministro da saúde de Uttas Pradesh, Sidharth Nath Singh, suspendeu o diretor do hospital durante as investigações.

"Havia várias causas de interrupção no fornecimento de oxigênio, mas nossa pesquisa mostra que ninguém foi morto por causa disso", disse.

A região é a mais populosa de todo país e é governada pelo partido conservador Bharatiya Janata Party (Partido do Povo Indiano), o mesmo do primeiro ministro Narendra Modi. Os hospitais públicos indianos estão sobrecarregados e próximos do limite. Os pacientes precisam aguardar atendimento em longas filas de espera, o que acaba agravando o estado de saúde.

Compartilhar

Deixe seu comentário