Síria pede retirada de tropas dos EUA frente à fraqueza do Estado Islâmico

Norte-americanos estão apoiando as Forças Democráticas da Síria no norte e leste do país

A Síria pediu aos Estados Unidos que retirem as tropas americanas que estão no país agora que a luta contra o grupo extremista Estado Islâmico está quase no fim. A declaração do Ministério de Relações Exteriores, realizada pela mídia estatal síria nesta terça-feira (14), diz que a presença das tropas não irá forçar uma solução política para o conflito no país.

Os comentários vieram um dia depois que o secretário de defesa dos EUA, James Mattis, afirmou que "nós não iremos simplesmente nos afastar agora" antes que o processo político apoiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) produza resultados.

Tropas e conselheiros dos EUA estão apoiando as Forças Democráticas da Síria, lideradas pelos curdos, na luta contra militantes do Estado Islâmico no norte e no leste do país. Funcionários curdos desejam que as tropas americanas permaneçam no país para ajudar a evitar conflitos com forças pró-governo de Bashar al-Assad, que também lutam contra o Estado Islâmico. 

Compartilhar

Deixe seu comentário