Prefeito de Embu das Artes foge em aeronave clandestina ao Paraguai

Câmara Municipal afastou o político do cargo, por 11 votos a 4, nesta terça

O prefeito de Embu das Artes (SP), Ney Santos (PRB), fugiu do país nessa sexta-feira (2) em uma aeronave clandestina em direção ao Paraguai. A Câmara Municipal afastou, nesta terça-feira (6), o político do cargo, por 11 votos a 4.

Ney Santos está no cargo por força de uma liminar concedida no ano passado pelo ministro do Supremo, Marco Aurélio, tem um mandado de prisão sob acusação de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, associação ao crime organizado e evasão de divisas.

Nesta terça, será julgado novamente o caso e se derrubar a liminar Ney Santos pode ser preso a qualquer momento.

Ele pediu o afastamento alegando problemas “particulares”, no entanto, a decisão da Câmara beneficia o então prefeito, porque não poderá perder o mandato por abandono do cargo.

Se a situação for resolvida, ele pode voltar a assumir o executivo da cidade.

Segundo a desembargadora Ivana David, da Quarta Criminal do Estado de São Paulo, responsável pelo processo, "Ney Santos tentou adiar o julgamento, mas não conseguiu". Ela foi entrevistada pelo apresentador José Luiz Datena, no programa 90 Minutos, da Rádio Bandeirantes.

"Ele é bem assessorado e consegue trabalhar dentro desse vácuo da lei", disse à rádio.

Compartilhar

Deixe seu comentário