SP: criminosos presos em carro roubado são investigados por morte de PM

Com o grupo, foi encontrada a arma de um policial assassinado em 19 de janeiro deste ano

Cinco criminosos presos em um carro roubado serão investigados pela morte do policial militar Bruno Colombo da Silva, de 27 anos.

Com o grupo, que foi parado por PMs na Estrada de Itapecerica, no Campo Limpo, zona sul de São Paulo, foi encontrada a arma do policial - assassinado em 19 de janeiro deste ano.

Naquele dia, Bruno e um amigo foram verificar um anúncio de venda de um televisor anunciado, no OLX, na Rua Comediante Mussum, também no Campo Limpo.

Ao chegarem no endereço, foram abordados por um adolescente armado.

Durante o confronto, o policial reagiu e trocou tiros com menor. O policial e o adolescente morreram na hora. Já Izaias, amigo do PM, foi baleado no peito e sobreviveu.

Os cinco homens presos foram detidos. Eles serão investigados por integrarem alguma quadrilha que faz anúncios falsos na internet para assaltar compradores interessados nos produtos.

Compartilhar

Deixe seu comentário