Temer concede entrevista exclusiva à Band

Presidente falou sobre acusações feitas por delatores da Lava Jato e sobre as reformas econômicas e política

O presidente da República Michel Temer (PMDB) concedeu entrevista exclusiva à Band neste sábado (15), na sede da emissora em São Paulo. Entrevistado pelos jornalistas Fábio Pannuzio, Sérgio Amaral e Eduardo Oinegue, o presidente falou sobre a reunião com ex-presidente da Odebrecht Márcio Faria da Silva em 2010.

Temer se defendeu das acusações de negociação ilegal durante o encontro e também afirmou não ter influenciado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Sobre a relação com o deputado cassado Eduardo Cunha, ele afirmou que era apenas “institucional”.

Questionado sobre o clima de insatisfação dos eleitores brasileiros, o presidente voltou a afirmar que o país não pode parar em decorrência das investigações da Operação Lava Jato. Temer destacou que iniciou seu governo prometendo “cortar na carne” para alavancar a economia do país, declarou que conseguiu importantes vitórias junto ao Congresso, com a aprovação da PEC do Teto, mas que ainda é preciso seguir com as reformas do Trabalho e da Previdência.

O presidente acredita ainda que uma Reforma Política deverá iniciar de forma natural, logo após essas mudanças. Caixa 2, acordos de leniência, programas sociais, inflação e juros também fora temas abordados durante a entrevista.

O programa vai ao ar neste sábado, logo após ao Jornal da Band, com transmissão pelo Band.com.br e pelo aplicativo da emissora. Haverá reprise às 21h20 pelo BandNews TV

Compartilhar

Deixe seu comentário